17 de jul de 2010

Saúve (parte III)

 buquet azul (1)

Ele correu pra cama, como se fugisse de mim…

Mas é melhor assim… Posso transformar-me sem perigos.

Ele está deitado de costas pra mim… acho que dormiu, seu semblante era de cansaço…

Está quase na hora.. 5, 4, 3, 2 e Ula lá… ainda bem que tenho um lar de novo… estava cansada de ficar na mesma posição sem me transformar…

Nossa… estou com um rasgão no vestido.. preciso arrumar algo pra vestir.

Que flores lindas… ( A mesma magia que me deu vida me dá poder pra me arrumar com o que eu tiver a disposição, so tem um porém… A minha roupa quem desenha é minha dona em sua imaginação, sempre deixando meu nome gravado em minhas roupinhas, mas nunca tive um dono… espera ai… ele tá imaginando uma roupa pra mim? Vamos ver se consigo fazer…)

bouquet azul Consegui… Que bom!!!

Agora sim… será que estou bem? Vou soltar meus cabelos…

Ele está deitado… vou me aproximar, quero sentir o cheiro dele, sentir a textura da pele dele… Ele está dormindo, não vai sentir…

(Susto!)

E agora… ninguém nunca me viu assim… e ai está ele, abriu os olhos e me vê aqui em pé, ao lado de sua cama… parece não acreditar… vou me aproximar….

-Oi.

Ele novamente me olha, como se aprovando que eu me aproxime.

_ Não se assuste, eu posso te explicar…

ele continua calado… Vou me sentar na cama.

_ Eu sou a Carlina, sou a boneca que você resgatou mais cedo, obrigada viu! Sei que não sou igual as outras bonecas, mas peço a você que não conte a ninguém meu segredo, so poço me transformar quando me sinto em um lar, sergura. E senti isso hoje. Eu fico a velar os sonhos das meninas que me colocam ao seu lado na hora de dormir… nunca tive um dono… mas você

Ele não disse nada, apenas me pegou pelo braço e me beijou, nunca fui beijada daquela forma, recebia beijos de carinho… Mas aquele beijo, era de paixão… Me entreguei aquelas mãos, me deixei descobrir… pela primeira vez sentia o gosto de alguém daquela forma… e nunca senti tanta vontade de alguém…

A noite passou…

Ele está dormindo… Mas por que ainda não me transformei de volta?

vou sair da cama.

tem uma carta aqui…

Minha boneca, quando te fiz uma lágrima de amor te deu vida. Mas eras so uma boneca, te ensinei tudo o que sabes pra viver sem ser descoberta, so não te disse uma coisa: Quando esperimentares o sentimento que te deu vida, vida terás… Mas cuidado, a primeira lágrima que deixarés rolar de tristeza causada por essa paixão…Boneca voltarais a se tornar…

Ixih… Nem vou ler mais… Ele não vai me fazer chorar! Eu vou guardar essa cartinha aqui na gaveta… Aliás… de quem serão estas coisinhas de menina que eu achei ontem? não tem nenhuma menina aqui… Ora essa… vou cuidar da minha VIDA!

Hum… ja sei!!! Vou prepapar um café da manhã pra ele! Tem uns trocados aqui… vou comprar pão com eles.

Pronto. A mesa ta pronta… Nossa como estou amarrotada! Vou pegar aquela maquiagem que vi ontem… Que cor coloco… Hum… rosa é bom… Sempre gostei… mas não tem blush… não tem problema… Passo um pouco do batom…delineador nos olhos e ulalá estou pronta… a não.. esqueci de soltar meus cabelos… Pronto… agora sim estou pronta! Vou acordar ele!

Acho que não vai ser preciso…

Ele está em pé na porta da cozinha me olhando. E agora está se aproximando…

                                     (continua…)

2 comentários:

  1. Essa boneca está cada vez mais sedutora...
    hummmmmmmmmm

    ResponderExcluir
  2. Carlina fugiu pro Paraguai? Parte V e talvez a última....beijos!!

    ResponderExcluir