17 de jun de 2010

Chuva que traz lembranças…

“O valor das coisas não está no tempo em que elas duram,
mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis,
coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis”.
(Fernando Pessoa)

Images_chuva

O dia hoje foi escuro, sombbrio mesmo, confesso que por muitas vezes senti meu peito apertar. Não sei nesse momento por onde andará aquele o qual pelos olhos eu via os céus.

Como um cometa ele me apareceu, por muiito tempo ficou calado, mais de um ano, e do nada, como se soubesse, no momento em que eu estava mais vulnerável ele voltou. E quando voltou me arrebatou consigo.

Foram alguns meses, poucos meses, que mais pareceram toda uma vida. Estive em seus braços como jamais estive nos braços de outro alguém. Vi tanta ternura naqueles olhos mareados, como jamais pensei ser possível ver.

E quando me dei conta vi que tudo acabou, assim do nada, do mesmo jeito que começou, ele se foi, cruzou os oceanos, mas deixou algo em mim, algo difícil de explicar.

Foram tantos planos e tantos sonhos criados e destruidos, no mesmo frenezin. Depois de um mês de sua ida eu deixei a ficha cair, na verdade eu vi ela cair hoje, por que ue não queria ver antes, eu estava a fugir desse momento. O momento no qual eu percebo que estou só novamente.

Tento não lembrar, mas cada momento ao lado dele parece fazer parte de um filme. Uma linda história de amor, que o destino não deixou se concretizar, se firmar.

Será isso realidade ou mais um sonho de menina?

2 comentários:

  1. Gostei muito do texto, da força e beleza dos sentimentos. Parabéns, continue escrevendo sempre. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Hoje está um dia assim por aqui... com chuva suave, pingos delicados em plic plic no telhado... e faz pensar... lembrar de amores e sonhar com os próximos...

    =)

    ResponderExcluir