7 de ago de 2010

Brincadeiras do destino

Pensativa

Eu me neguei a acreditar no que estava acontecendo naquele momento. Me entreguei a ele sem pensar duas vezes, deixei-me sentir o toque dos lábios dele em meus lábios. Como pode?

Uns minutos atrás estávamos em uma sala cheia de gente, sei que chamei a atenção de alguns ali naquela sala, porém… Um rapaz me atraiu o olhar, um que era conhecido como Mr. sarcastic. Eu estava prestes a deixar aquele ambiente, ja me despedia de um colega feito ali mesmo, e quando preparava-me pra sair ele falou comigo.

Estava o tempo todo prestando atenção em mim, mas so agora havia falado comigo, por que? Ainda não sei, um dia perguntarei o por que. Mas o que aconteceu foi que senti uma magia nos envolver, parecia que eu havia esquecido todos ao meu redor. Por um minuto pensei que havia perdido aquela magia, fui obrigada a ausentar-me, mas ele ali estava quando voltei, e antes mesmo que eu me delatasse dizendo qeu temeia que ele não houvesse me esperado, ele correu ao meu encontro e disse: “Enquanto você não voltava eu decidi saber mais sobre você.”

E o que descobrio lhe agradou?” “sim, suas palavras me alimentam, sinto força em cada uma delas”

Aquilo foi um choque pra mim, nunca havia encontrado alguém tão ávido por mim, com tanta vontade dos meus pensamentos, decidimos ir a um local mais reservado pra conversarmos melhor.

Foi quando pude olha-lo mais claramente, e aqueles olhos me atordoaram de tal forma que predi a respiração. E ele me olhava de um jeito, ninguém me olhou assim antes. Conversamos muito, sobre várias coisas. Parecia que nos conhecíamos a um bom tempo, era como se eu o tivesse reencontrado, meu corpo o reconhecia, meu coração o reconhecia.

Ele me disse que eu era um anjo, e que ele era um mago ruim… mas naqueles olhos eu não vi maldade, so carinho, confiança, desejo… sim desejo, muito desejo.

Tentei avis-a-lo que ao me beijar ele seria meu eternamente, e foi quando ele me disse algo forte: “Sou seu eternamente, não percebe? Nem a morte me afastou de você. nem a morte conseguio me impedir de te encontrar, nada irá nos separar meu anjo”

Naquele momento não entendi, apenas me entreguei aquele beijo, aquelas mãos grandes me seguravam pela cintura, e eu sentia a respiração dele cada vez mais misturada a minha. Pela primeira vez me entreguei a um homem sem nenhum receio, sem medo do que poderia acontecer depois dali, por que de certa forma eu tinha certeza que haveria um depois. Quando pensei que estava consumado, ele carinhosamente me puxou pra perto dele e disse: “Fica assim abraçada comigo, fica aqui comigo”

Ficamos assim por um longo tempo. Descobrimos mutio um da vida do outro… nossos corações nos diziam que finalmente haviam se completado, e isso nos assustou um pouco. Mas…

Nada como um dia após o outro. E assim decidimos que seria, um dia após o outro resgataríamos o tempo em que não estivemos juntos… E seríamos cada vez mais parte do mundo um do outro… sim por que ja éramos um do outro!

 

O QUE ME AGUARDA AMANHÃ? A chuva cessou, os primeiros raios de sol aparecem, mas so o tempo me respondrá o que o destino me aprontou… Enquanto isso olho pela janela…

2 comentários: